16 de março de 2023
2 min de leitura

Os 5 principais erros da indústria

Foto da postagem Os 5 principais erros da indústria

O mercado está cada vez mais concorrido como também mais exigente, o tempo é escasso e a cobrança dos clientes só aumenta, não é verdade?

Na gestão de uma indústria principalmente, é muito difícil dos setores funcionarem de forma integrada, pois imagine você ter que controlar representantes espalhados por diversas regiões do Brasil e até mesmo no exterior e a logística precisando entregar a mercadoria para ontem, o faturista precisando autorizar a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica), sem contar o controle de estoque, o processo produtivo, a gestão financeira e além de tudo, ainda atender as obrigações fiscais.

E só estamos destacando algumas dificuldades, por isso, criamos este artigo onde destacamos 5 erros comuns encontrados no segmento industrial.

Importante!!!

Durante esta leitura avalie se o seu negócio também está cometendo estes erros.

Compartilharemos um erro a cada semana, fiquem atentos a nossas postagens e sintam-se à vontade para comentarem sobre o assunto.

                     Erro 1: Não ter estoque mínimo

    • Mínimo é o número de indústrias que possuem este controle, pois a maioria despreza a importância deste indicador.
    • Com o mercado mais cauteloso diante do cenário econômico atual, as compras diminuíram e a tendência na tomada de decisão é ter um estoque reduzido.
    • Pense no seguinte exemplo:
    • Você vendeu e agora precisa produzir, quando chega no depósito para separar a matéria-prima necessária para realizar a produção, descobre que está em falta (você deve ter pensado agora “isso já aconteceu comigo”).
    • E como poderia resolver este problema para que não volte a acontecer?
    • Definir e trabalhar com estoque mínimo pode ser a solução.
    • Tudo bem, uma realidade é que a falta de uma ferramenta adequada nos impede de fazermos este controle (ex: relatório de necessidades de compra), mas se você reunir a equipe de vendas, compras e produção, gerar relatórios dos pedidos, consumo de matéria-prima e saídas dos principais produtos nos últimos meses, apontará qual a quantidade mínima que precisa ter de cada insumo.
    • Então, quando for solicitar cada insumo ao fornecedor, compre a quantidade necessária para atender sua demanda de vendas, como também o mínimo definido para cada insumo.
    • Certamente nunca mais perderá uma venda pela surpresa da falta de matéria-prima em estoque.
    • Vale lembrar que estoque mínimo não é quantidade em excesso, mas sim, controle baseado nos seus históricos de consumo.

O primeiro passo é saber qual o estoque mínimo que necessita ter, a partir disso, monitore a produção e vendas, fique atento, se o saldo atual está chegando perto de atingir a quantidade mínima, pois se estiver, é hora de ligar para o fornecedor!

 

Os 5 principais erros da indústria foi escrito por:

Gilberto Lopes

gilberto.lopes@touchcomp.com.br